Paróquia Imaculada Conceição Nova Viçosa: Nossa História

Nossa História



O ano era de 1720. O verde impressionante das águas do Peruípe
abriam-se para dar passagem à embarcação portuguesa comandada pelo Capitão de Conquistas João Domingos Monteiro (historicamente o primeiro e deslumbrado turista). Seduzido e surpreso com a vegetação exuberante dos manguezais, o nosso intrépido capitão resolveu aportar, fundando o pequeno povoado de Campinho de Peruípe.

 

O capitão João Domingos fez construir uma pequena capela em 1733, que foi locada pelo padre Manoel Francisco Lima como Capela definitiva da futura paróquia. A primeira missa veio a acontecer em 1739 e a administração da Igreja é confiada ao Convento da Penha, em Vila Velha/ES, sob o bispado de Dom Dantes Henrique Moreira de Carvalho.
Mas, somente em 1748 a igreja foi elevada à categoria de freguesia, sob a invocação de N. S. da Imaculada Conceição e passa a ser administrada por Caravelas/BA.

 

Em 1795 depois de cair em ruínas a Igreja é restaurada à custa do
Padre Jorge Peregrino Furtado de Mendonça.

 

Em 1880, os vereadores levam ao conhecimento do Governo do Estado da Bahia que ela se encontra novamente em ruínas e restauram.

 

De 1921 a 1922 modificam o altar mor que havia sido comido por cupins Finalmente em 1933 restauram o altar mor com base em fotografias da década de 1930.

 

Hoje conservada e em atividade é a Igreja Matriz da Cidade, sob a
responsabilidade do Padre Ricardo de Pinho Menezes e o bispado de Dom Carlos Alberto Santos, da Diocese de Teixeira de Freitas/Caravelas-BA.